Em sua última entrevista concedida à apresentadora Laura Ingraham, do canal Fox News, Donald Trump voltou a comentar sobre o presidente eleito Jair Bolsonaro e o que esperar sobre a parceria, de agora em diante, com o governo brasileiro. Na ocasião, Trump comentou que “teve uma ótima conversa” com o presidente Bolsonaro e que pode ver um acordo entre os dois acontecendo. Trump também comentou que o Brasil nos últimos anos “tem sido difícil” por conta das dificuldades que o governo do PT impôs aos produtos americanos através de “gigantescas tarifas”, deixando claro que não estava satisfeito com a situação comercial entre os dois países, sinalizando que espera menos dificuldades imposta pelo Brasil às importações dos produtos americanos.

A confiança de Trump em fechar um acordo com o Brasil fica evidente quando ele fala sobre a China, emendando que eles vão perder na disputa econômica. Diz ele:

A China está deteriorando nosso país economicamente… e você vê que vamos ganhar essa.

Em seguida, a apresentadora pergunta “o quão confiante está a respeito” do acordo com o Brasil, arrancando do presidente americano um “poderíamos fechar um acordo agora, mas acho que não estão prontos ainda.”. Trump, no entanto, mostrando toda sua experiência de negociador adquirida em sua época de empresário, adiantou que tem “267 bilhões de dólares esperando” caso seja fechado o negócio, sinalizando que deseja realmente cumprir com o que disse no dia da vitória de Bolsonaro, após lhe telefonar, afirmando que quer firmar uma grande parceria entre os dois países.

A política externa de Bolsonaro

Uma das principais égides do governo Bolsonaro deve ser sua política externa, que deve  adotar uma política de proximidade com as grandes nações democráticas do mundo, como os EUA e Israel, além de fazer comércio com o mundo todo, como tantas vezes repetiu em sua vitoriosa campanha. Durante o governo do PT, o Brasil foi reduzido ao nanismo diplomático, se aproximando das piores ditaduras do mundo, e sendo transformado numa espécie de Papai Noel de ditadores: serviu de financiador e acobertador de várias ditaduras, como Cuba e Venezuela, lhes distribuindo lisonjas e garantindo, a despeito de fatos e argumentos, que eram verdadeiras democracias. Além disso, protegeu terroristas internacionais, como o italiano Casare Battisti, que se encontra foragido no Brasil, e se fechou economicamente em blocos econômicos que têm como critério seletivo a ideologia bolivariana e não puramente os interesses comerciais, como é o caso da MERCOSUL.

Com o apoio da sua equipe de ministros, Bolsonaro pretender dar cabo às desastrosas políticas adotadas nas relações internacionais, trazendo o Brasil de volta ao centro das relações democráticas e recuperando o antigo prestígio perdido durante os anos de domínio da esquerda no país. Uma de suas primeiras medidas deve ser um acordo com o presidente dos EUA, Donald Trump, que pretende vencer a disputa econômica com a China, e encontrar um grande parceiro econômico para ajudar a desbancar o país asiático. Ao que todos os fatos apontam, Trump está com os olhos voltados para o Brasil, esperando ansiosamente pela posse do novo presidente brasileiro.

38 comments
    1. Exato. EUA tem uma justiça boa uma economia boa e a sociedade vive bem…por isso todo mundo quer morar lá. Só que o governo tem que pensar no seu povo primeiro lugar.

  1. Brasil é uma potência em minérios , agua e terras produtivas, e isto nos colocará no patamar dos paises de primeiro mundo, sem falar no turismo e na hospitalidade do povo Brasileiro …

  2. Com certeza o Presidente Bolsonaro vai buscar os mesmos ideais buscados pelo Presidente dos EUA, com ideias e decisões convergentes, nas áreas, sociais, políticas e comerciais.

  3. Custou, mas o país aprendeu: não necessitamos de “parceiros ideológicos” que ganhavam de presente obras faraônicas e.fantasticas com o nosso dinheiro! Precisamos de investimentos aqui dentro, para que só depois nos preocupassemos com o mundo!

  4. Finalmente vamos decolar rumo ao crescimento e desenvolvimento econômico, gerando os empregos empregos que nosso povo tanto necessita. Reforçar nossas fronteiras com as nossas Forças Armadas bem equipadas e preparadas para o combate ao crime organizado internacional. Fazer parte da OTAN também pode ser interessante.

  5. Vai acontecer, mas a parceria não se restringirá apenas ao comércio… Acordos militares, tecnológicos, entre outros, devem ser firmados.
    O Brasil vai prosperar!

  6. Acho q vamos ficar mais parecidos com a China, isso sim. É isso não é mal. A liberdade econômica da China é excelente e o bom é que o socialismo não vai estar cá como já estava na China. 30 anos atrás o chinês era escravizado, passado 10 anos ele se profissionalizou e começou a produzir coisas de qualidade, passado 20 anos muito viraram donos de empresas…. 30 anos depois, o salário mínimo do Chinês é de 350 dólares, portanto, maior do que o brasileiro. Isso é que faz a liberdade econômica.

  7. Foi muito tempo destruindo boas relações internacionais e estabelecendo parcerias sombrias com ditadores e bandidos da pior espécie. Agora é a chance de reverter o quadro reaproximando-se de grandes potências, e com uma boa política comercial protegendo as reservas naturais e financeiras através de uma boa gestão. O rumo é este.

  8. Presidente Trump e presidente Bolsonaro juntos!!! É tdo o que precisamos . Em visita aos Eua pude ver a organização ; Educação e um povo feliz. Pq lá o PRESIDENTE é pelo povo.

  9. O governo brasileiro tem uma estrutura pesada e cara, que só serve para transferir renda dos pobres para os ricos. Enquanto o trabalhador tiver que sustentar está estrutura, o Brasil não vai conseguir abrir mão daa barreiras protecionistas

    1. Ou melhor, enquanto o Brasil continuar com essa enorme carga tributária, sem reverter todo esse dinheiro ao país, com infraestrutura e melhora na qualidade de vida do povo brasileiro, o Brasil precisará de artifícios para justificar todo esse tributo e ineficiência, usando inclusive de protecionismo.

  10. Tb o aguardamos ansiosamente Mr. Trump. Nunca goi a vontade do povo se aproximar com ditaduras comunistas, nossos políticos andavam totalmente na contramão da nossa vontade, mas só agora estamos começando a nos libertar… Sejam muito bem vindos os investimentos dos EUA no Brasil… Estou até emocionado…

  11. Espero ansiosamente por melhorias,pq assim calará a boca dos esquerdistas malfeitores e elevará pelo menos um pouco nosso poder aquisitivo,dando condições ao povo de trabalho,saindo dessa recessão horrível q nos encontramos,elevando o Brasil a uma posição de onde jamais deveria ter saído.

  12. Só temos à agradecer ao futuro presidente Bolsonaro por essa visão de mercado internacional,
    ainda vou viver pra ver o Brasil com uma economia forte.
    Yyyyyyyyyuueeeessssssssss

  13. Ano: 1968 maçãs só importadas da Argentina, pobre não comia, pêssegos, uvas, peras, morangos, todos importados de países de clima frio, pobre não comia. Hoje em dia, tudo isso é encontrado em qualquer sacolão do Brasil. Por que iniciei assim? Eu vivi aquela época, éramos terra da banana, do café e do açúcar apenas. Atualmente, o Brasil produz tudo, até mirtilo e o nordeste produz até uvas dentre outras frutas o ano todo, graças ao investimento na agricultura. Temos todos os climas e microclimas em nosso território. Temos riquezas minerais, bastam estar nas mãos de governantes sérios. Deixem eles produzirem quinauilharias baratas, um dia dominaremos o mundo pela barriga. Basta uma supef nevasca no hemisfério norte e se submeterão a quem produz COMIDA. Eu vivo sem iPhone mas não vivo sem feijão com arroz.

  14. Lembrei de uma piadinha sobre uma galinha que, ao descobrir que nos EUA se come muito ovos com bacon, correu convidar o porco para ser seu sócio.
    Essa política de negócio já foi feita à primórdios, onde entravamos com a matéria prima e mão de obra, ou seja, o couro.

  15. Sensacional! Finalmente estamos no caminho do desenvolvimento econômico. O Brasil pode realizar acordos comerciais fantásticos com os EUA e inclusive trazer indústrias que hoje estão na china, para o Brasil. Investimentos, empregos, desenvolvimento, e muito mais… Temos tudo e mais um pouco para nos elevarmos a um posicionamento econômico mundial, onde devemos estar. Vamos em frente e a luta por esse desenvolvimento… Esperaças, Sonhos, Vontade & Fé são características do Brasileiro. Chegou o nosso momento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba o melhor do conteúdo livre!

Seja notificado das nossas principais notícias!

Você também poderá gostar

Alexandr Dugin, conselheiro de Putin, declara apoio à esquerda no Brasil após vitória de Bolsonaro

Após as eleições brasileiras terminarem com a grande vitória do candidato Jair…

Feminista incentiva mulheres a jogarem água nos homens em transportes públicos

O canal norte-americano DC Shorts publicou um vídeo em que uma feminista…

O Brasil é campeão em número de estatais e ineficiência

Segundo levantamento analítico executado pelo Estadão, o Brasil é o país que…

O feminismo está fazendo executivos de Wall Street fugirem das mulheres

As mulheres estão sendo isoladas no mundo corporativo graças ao movimento radical…