Durante a comum euforia na disputa pela Presidência no segundo turno, a Folha de SP escreveu uma matéria e denúncia que apontava supostos disparos e financiamentos proveniente de empresários em bombardear nas redes sociais, principalmente no What’s app, mensagens virais anti-PT, caracterizando uma forma de financiar indiretamente a campanha do Jair Bolsonaro, desequilibrando a disputa e configurando uma forma de caixa 2.

A reportagem não mostrou nenhuma evidência que seja para tal acusação, gerando polêmica e perda da credibilidade no jornal. Semanas depois após as eleições, Twitter e What’s app negaram as acusações e afirmaram que não houve nenhum financiamento por parte da campanha de Bolsonaro em disparos de mensagens anti-PT ou qualquer mecanismo de favorecimento à campanha.

No dia 18 de novembro, semanas depois das eleições, a Folha de SP escreve uma matéria em que a autora reconhece a inconsistência da denúncia e a carência de transparência na apuração dos fatos e na transmissão da mensagem aos seus leitores.

“Avalio importante e necessária a reportagem sobre o impulsionamento ilegal em favor de Bolsonaro. É apuração difícil, que, com meandros obscuros a desvendar, abre um caminho rico a ser explorado. No entanto, entendo que o jornal falhou na forma narrativa de apresentá-la ao leitor.

A construção técnica do texto e dos enunciados —da primeira página e internos— poderia ser mais precisa e transparente. Faltaram detalhes que corroborassem as evidências, mesmo sem que fontes fossem reveladas. Essa fragilidade gerou dúvidas nos leitores. Serve de alerta. Obriga a Folha a não esmorecer nem dar por encerrada a investigação.”

O trecho acima foi proferido pela jornalista Paula Cesarino Costa, na matéria que você poderá ter acesso clicando aqui.

46 comments
  1. Não sabe qual o prejuízo que causa à alguém sem os comprovantes da matéria exposta. O prejudicado pode se recuperar mas a notícia sem provas estará lá para sempre nas folhas e na história, com o nome de quem fez a matéria. Essa sim perderá todo prestígio e o Jornal para quem trabalha pagará caro, muito caro. Quem deixou a matéria ser publicada da forma que foi é o principal culpado, por conivência, por incompetência, por interesses particulares, não importa, afundou com o nome da Folha. Acredito que virá ação judicial contra, ainda. Melhor, já que fez a matéria, a jornalista saia procurando as provas. O tempo corre. Eu já não leio mais a Folha.

    1. Fácil agora dizer e jogar a culpa em apenas uma jornalista, deveriam ter avaliado antes de tentar denigrir a imagem de um cara honesto. Agora que ele está no poder e viu que perderam a credibilidade estão tentando se justificar. Tem de tomar uma punição severa e que seja extinta esse jornaleco. O dano já foi causado, a má fé já comprovada.

    2. Adeus Folha de São Paulo!
      Que sorte a minha em JAMAIS acreditar numa vírgula do que vocês falaram de Jair Messias Bolsonaro…Se eu fosse ele, além de processo por danos Morais, eu fechava este jornaleco.

    3. Vdd e agora é tarde,ainda bem que este jornal já tinha perdido o crédito faz tempo,e isso não interferiu no resultado positivo das eleiçõesAgora que respondam por suas irresponsabilidades todos os envolvidos .

    4. Quanto mais se pronuncia sobre a matéria mais se enlameia e se contradiz. Credibilidade ZERO, Folha. O dano foi irreparável e prejudicou Bolsonaro, que mesmo assim venceu.

  2. Mais uma calúnia difamatória da maior parte dos jornalistas que apoiaram e apoian esse partido corrupto chamado pt, que por sua vez teria que ser extinto. Mas a verdade veio a tona. Acabou a mamata de usufruir de dinheiro público para puplicar matérias para desmoralizar um presidente que realmente quer fazer de um pais justo e verdadeiro sem corrupção, e trabalhar em prol da população, sem esta roubalheira que se tornou uma vergonha escancarada e apoiada pela mídia avarenta.

  3. Reconhecimento pífio, que não repara nada, só evidência o orgulho constrangido. Não é a atitude nobre de quem admite o erro com humildade, mas do detrator que ainda se esforça para não deixar transparecer o ativismo do comprometimento. Por esta é por outras, quem, sendo isento, ainda dá crédito? Era uma vez a propalada credibilidade da folha…

  4. onde fica a punição dos responsáveis…para mim a Folha perdeu sua credibilidade. Essa jornalista e seus chefes deviam ser demitidos. Usaram de má fé.

  5. Essa Folha é uma vergonha, precisam destruir para tentar se salvar por culpa desse falsos jornalista, são de uma esquerda retrógrada, incompetentes e mau intencionados. A matéria de “desculpas” pelo erro é simplesmente vergonhosa…

  6. A Folha tá é querendo se chegar a Bolsonaro. A intenção não é outra, senão tentar pegar na verba publicitaria federa. Aposto, aposto que,, se o Fernando Haddad tivesse ganhado, isso não acontecia.

  7. Ê FOLHA! TÁ QUERENDO ALGUMA COISA, QUEM SABE, SE APROXIMAR DE BOLSONARO VER SE PEGA PELO MENOS UMA PONTINHA DA PUBLICIDADE FEDERAL. SE HADDAD TIVESSE GANHO, TENHO CERTEZA QUE NÃO POSTARIAM ISSO

  8. O nome disso é incompetência, por parte da “jornalista”e por parte de seus superiores que deixaram uma reportagem desse porte ser veiculada, sem a devida investigação e comprovação dos fatos, seja pelo interesse político partidário, seja por alavancar as vendas desse jornal.
    Onde chegamos! Total perda de credibilidade, vergonhoso para os profissionais que levam a sério o seu trabalho e trabalham de forma a dar a notícia e nao influciar os leitores.

  9. Essa “jornalista” merecia ser demitida por”justa causa”. Somente assim a Folha recuperaria um pouco da credibilidade que perdeu nesse episódio lamentável para o jornalismo brasileiro. Convenhamos, o que ela fez foi muito pouco profissional e causou profundo abalo na reputação do jornal além de prejuízos finançeiros.

  10. Tá encheu lingüiça agora deixa pergunta foi demitida a jornalista comunista ? Aliás tem um video dela falando que é militante ou seja fez tudo com intenções maldosa, o redator do jornal já mandaram embora ou não então assim blá,blá, blá é fácil né vim falar o óbvio sabendo que estão enfrentado processos em cima de processos, vcs da folha não tem moral pra nada vcs são uma vergonha para o Brasil, e o povo não merecê ter um veículo de informação maliciosas como vcs.

  11. Chegou muito tarde e explicação!Folha de São Paulo perdeu totalmente a credibilidade !Pq a “jornalista”que publicou sem provas,não escreveu essa reportagem? Poderia aproveitar e pedir desculpas pela calúnia…

  12. O pior foi o TSE aceitar a denuncia sem nenhuma prova material ? , apenas insinuações !.
    A Folha ou se retrata publicamente em 1 pagina ou corto minha assinatura .

  13. Pessoal não se enganem. A Folha de SP sempre foi pro PT. A matéria foi maldosa e teve a conveniência de todos escalões dentro deste jornaleco. Cancelei minha assinatura no mesmo dia da matéria e assinei o jornal Estadão que refurtou a matéria a fraudulenta. Lembrem sobre o que a Joice falou sobre um esquema de 600 milhões envolvendo grandes veículos de comunicação para desconstruir Bolsonaro.

  14. Por está e por outras as notícias deste jornaleco já não impactam mais a sociedade, deixei de assisar há muito tempo.
    Uma pena que este jornal muito conceituado tenha se transformado em um jornaleco disseminador de notícias tendenciosas com interesse ideológico.
    Não adianta ficar telefonando para voltar a ser assinante, nem de graça.

  15. A folha tem que ser responsabilizada por esta matéria comprada pelo PT para prejudicar a campanha do Bolsonaro. Foi vergonhoso o que vcs fizeram, mas não enganaram pessoas cultas e esclarecidas que já tinham declarado o voto a ele. Tem que pagar uma indenização

  16. O lobo perde o pêlo e não perde o vício. Assim como a Globo, a Folha mesmo admitindo que ERROU, continua dizendo que acertou. LIXO de emissora e LIXO de jornal.

  17. Lastimável esse reporterzinho da folha, e i admissível o jornal como a folha publicar sem saber as reais do teste da reportagem, babacas, esquerdopatas, se ferraram, e não terão apoio enhum de quem qr o país a limpo, repórteres e jornal de esquerda, dois bostas. Jogaram na lama aolnos e anos de bons serviços.

  18. As grandes mídias precisam ser penalizadas severamente por reportagens que induz o leitor ou o ouvinte sobre ações inverídicas, bem como de jornalistas picaretas. A palenalidade deveria ser com base em perda do certificado de aprovação do ensino superior, uma vez que a faculdade não ensina repórteres a fazer matérias tendenciosas, bem como maliciosas.

  19. Agora está todo mundo fazendo mea culpa, estão cagados de medo ,um monte de gente já cancelou assinatura da folha por não acreditar mais em seu jornalismo tendencioso e mentiroso,agora não adianta mais . O povo não acredita mais nessas fontes de midia podre. Vão ter que punir com demissões os responsáveis pela notícia falsa pra que pelo menos assim fique menos vexaminoso….

  20. Isso não é de hoje. É uma prática corriqueira desde que Sérgio Davila assumiu a direção editorial. Nos tempos do Otávio Frias de Oliveira as coisas eram muito diferentes. Mudou para pior quando seu filho, Otávio Frias Filho, assumiu em seu lugar, mas depois de sua morte prematura a coisa degringolou de vez com a reinação absoluta do Sérgio Davila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba o melhor do conteúdo livre!

Seja notificado das nossas principais notícias!

Você também poderá gostar

Folha de SP divulga fake news sobre retirada de imagens católicas por Michelle Bolsonaro

O Presidente eleito, Jair Bolsonaro, veio à público mediante redes sociais para…

Feminista incentiva mulheres a jogarem água nos homens em transportes públicos

O canal norte-americano DC Shorts publicou um vídeo em que uma feminista…

General Villas Bôas revela que o exército esteve “no limite” com julgamento do Lula

Neste domingo (11), em entrevista concedida à Folha de São Paulo, o…