Após o reajuste sancionado pelo atual Presidente, Michel Temer, o ministro Fux numa vil tentativa de abafar ou mitigar a indignação da população, resolve revogar o auxílio-moradia e amenizar o dano desastroso do efeito cascata dos reajustes.

O repasse foi proibido para juízes e membros do Ministério Público, Defensorias e Tribunais de Contas.

“O descumprimento desta decisão ou a adoção de qualquer medida para preterir a sua eficácia plena caracteriza, dentre outras infrações, improbidade administrativa da autoridade máxima do órgão que continuar a pagar ou que permitir o pagamento do auxílio-moradia fora dos limites previstos nesta decisão”, afirmou o ministro, segundo informações do Antagonista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba o melhor do conteúdo livre!

Seja notificado das nossas principais notícias!

Você também poderá gostar

Ombudsman da Folha de SP admite erro na matéria que acusava Bolsonaro de caixa 2

Durante a comum euforia na disputa pela Presidência no segundo turno, a…

Folha de SP divulga fake news sobre retirada de imagens católicas por Michelle Bolsonaro

O Presidente eleito, Jair Bolsonaro, veio à público mediante redes sociais para…

Feminista incentiva mulheres a jogarem água nos homens em transportes públicos

O canal norte-americano DC Shorts publicou um vídeo em que uma feminista…

General Villas Bôas revela que o exército esteve “no limite” com julgamento do Lula

Neste domingo (11), em entrevista concedida à Folha de São Paulo, o…